DESTAQUES CEARENSES

DESTAQUES

CEARENSES

Edição

2020

Alexandre Sales

Troféu Empreendedores

*******

Igor Queiroz Barroso

Troféu Benemerência

*******

Cabeto Martins Rodrigues

Troféu Prasino Angelos

_______________________

PALAVRA DO ANO

EM 2020

“PANDEMIA”

*******

SENTIMENTO

MAIS DEMANDADO

EM 2020

“RESILIÊNCIA”

______________________

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

NOTA ACADÊMICA - Reunião da Arcádia Nova Palmaciana


REUNIÃO ORDINÁRIA DA
ARCÁDIA NOVA PALMACIANA
(Palmam qui Meruit Ferat)




A Sede de Palmácia, a 66 quilômetros de Fortaleza, no Maciço de Baturité, será palco de mais uma sessão ordinária da Arcádia Nova Palmaciana, silogeu literário, científico e artístico da Terra das Palmeiras, no próximo dia primeiro (setembro de 2018), evento incluso nas comemorações do sexagésimo primeiro ano de emancipação daquele Município, ocorrida em 1957, quando era Distrito de Maranguape.



A Arcádia Nova Palmaciana, atualmente presidida pelo árcade novo Eládio Dionísio (Dr. Fernão de La Roche d’Andrade Sampaio), é um sodalício de denominação distinta das demais sociedades culturais brasileiras, que trazem quase sempre o nome de academia, reunindo quarenta árcades novos, nascidos ali e que se destacam no universo do saber geral e das artes no Ceará, notadamente fora da Capital e, mui especialmente, no âmbito local.

São eles professores, escritores, engenheiros, advogados, administradores, empresários, jornalistas e outros profissionais de ambos os sexos, os quais pontificam, cada qual em seu ofício, na evolução do movimento de conduzir sua Terra ao topo das atividades vinculadas ao conhecimento ordenado e aos motos artísticos, mediante a escrita de livros e obras acadêmicas de pesquisa em universidades e instituições de demanda do conhecimento, bem como por meio de manifestações artísticas – teatro, desenho, pintura etc.




São árcades novos os conhecidos intelectuais e acadêmicos cearenses/palmacianos, a exemplo de João Teixeira Junior, engenheiro-empresário; Paulo Tadeu Sampaio de Oliveira, jornalista e administrador; José Damasceno Sampaio, advogado e escritor; Pedro Eymard Campos de Mesquita, engenheiro-agrônomo e pesquisador de Engenharia Pesqueira, Iolanda S. Andrade, docente, socióloga e escritora; Ryso Muniz, professora; Robério Telmo e Kilmer Campos (pai e filho), doutores-professores-escritores da UFC; Fernão Sampaio, administrador de empresas e secretário municipal; Francisco Antônio Guimarães, engenheiro-docente da UFC e biólogo; José Pacelli Campos, historiador; Raimundo Campos Mesquita – cirurgião-dentista; Inês Teixeira Pinheiro, engenheira e doutora pela UFC; Auxiliadora Sampaio, advogada; Maria Virgínia Pinheiro Campos, Maria da Penha Damasceno, Lúcia da Rocha Andrade Sampaio, Neide Maria Campos – professoras -  e tantos outros, cuja lista ficaria muito longa para uma informação jornalística, porém todos com igual relevância, haja vista a qualidade alçada dos seus curricula.

Na sessão do dia primeiro de setembro, na abertura, será homenageado o árcade novo Deoclides Penates (José Erivan Campos Lima), recentemente falecido. 

O ponto de fecho da reunião histórica vai ser o lançamento da primeira obra com o selo da Arcádia Nova Palmaciana, intitulada Franciscos Moradores do Céu, vigésima primeira produção em livro do árcade novo Jovem Chronos (Vianney Mesquita), historicamente, o mais prolífico escritor palmaciano, com o apoio das Edições UFC e da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura, bem como da Academia Cearense da Língua Portuguesa, da qual o citado árcade novo, também, é membro-titular.

O livro é constituído de informações obtidas pelo autor, por intermédio de pesquisa histórica, e relata, em 274 páginas, aspectos da vida e obra de nada menos do que catorze santos com o nome de Francisco canonizados pela Igreja Católica, Apostólica e Romana, à exceção de São Francisco de Assis (aliás, padroeiro da Paróquia local), já estudado pela mulher do árcade novo-escritor, Socorro Lima Mesquita, em obra teológica de 2016, intitulada Francisco de Assis – alegria e santidade na pobreza.

Vianney Mesquita – também imortal da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo – narra a vida e obra de quatro santas Franciscas e dez santificados Franciscos, entre os quais São Francisco de Sales, São Francisco de Jesus Marto (o pastorinho Francisco de Fátima, irmão de Santa Jacinta), Santa Francisca Romana, São Francisco Solano e outros dez, trazendo, ainda, um longo capítulo acerca do Direito Canônico, informando os passos para a canonização, bem como uma seção referente ao largo decurso da santificação em tempos mais recuados.

A obra será apresentada pela árcade nova Iolita Polínia (Prof.a Lúcia da Rocha Andrade Sampaio) e tem prefácio do professor e teólogo Myrson Melo Lima, da Academia Cearense da Língua Portuguesa, guarnições (orelhas) do Prof. Dr. Duílio Reis da Rocha – engenheiro, administrador de empresas e teólogo – com texto de quarta-capa do médico cirurgião-cardíaco Fernando Antônio Campos de Mesquita, também natural de Palmácia.

Na ocasião, ainda, será entregue ao público ledor de Palmácia e do Ceará o opúsculo Reminiscências e Lorotas, edição particular do árcade novo Adamastor Urano (o advogado e escritor de obras didáticas de Direito, José Damasceno Sampaio, presidente da Academia Cearense de Letras Jurídicas), contando estórias burlescas de sua Terra.

Na sequência coquetel de confraternização e sessão de autógrafos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário