DESTAQUES CEARENSES

DESTAQUES

CEARENSES

Edição

2020

Alexandre Sales

Troféu Empreendedores

*******

Igor Queiroz Barroso

Troféu Benemerência

*******

Cabeto Martins Rodrigues

Troféu Prasino Angelos

_______________________

PALAVRA DO ANO

EM 2020

“PANDEMIA”

*******

SENTIMENTO

MAIS DEMANDADO

EM 2020

“RESILIÊNCIA”

______________________

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

CRÔNICA - Notas Musicais (ES)


Notas musicais
Edmar Santos*



Não fale, apenas cale um pouco... Ouça! É pelos ouvidos que elas interagem com os músculos e/ou com a alma da gente. Combinadas são música.

para apiedar dos que sofrem; para reconhecer e consertar; Mi para assumir que errei; para fazer acontecer; Sol para vencer a escuridão; em busca de vida, e Si podemos mais e mais. Então, sigamos em frente. Aos curiosos, vejam as notas da música Asa Branca, de Luiz Gonzaga.

Melodias que dizem ser “combinações de som e silêncio” envolvem ouvidos de todos os ritmos, em altura, intensidade, duração, timbre e escala. E nos levam em ondas sonoras a viajar no tempo, ou apenas a expressar sensações em movimentos, às vezes sincronizados, outras não, a que se denomina “dança”.

Aqueles que puderem estudar música, o façam! Se não, como eu, pelo menos apreciem com os anjos ao fim da tarde, no crepúsculo, quando acompanham o pôr do sol e ouvem a música celeste. Isso é uma cena do filme Cidade dos Anjos com Nicolas Cage, de que gostei muito e recomendo.

Sim... Ouvir músicas belas – pois tem as que não o são – é uma terapia para o eu mais interno, que expressa a sensibilidade, não raras vezes vertendo água ao canto dos olhos – às vezes por amor, saudade, esperança. Também por dor, angustia e tristeza, mas... mesmo aí, é terapia de cura pelo esvaziamento, nos ensinando a conviver com esses sentimentos todos. Que remédio divino!

Pam, paranrampam, pam-pam... a sinfonia nos embala a mente, assim como o “tum tum, bate coração” nos põem em ritmo que faz arrastar os pés. Para todos os males da alma, a boa e bela música, em doses generosas entre você e o mundo. Recomendo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário