DESTAQUES CEARENSES

DESTAQUES

CEARENSES

Edição

2020

Alexandre Sales

Troféu Empreendedores

*******

Igor Queiroz Barroso

Troféu Benemerência

*******

Cabeto Martins Rodrigues

Troféu Prasino Angelos

_______________________

PALAVRA DO ANO

EM 2020

“PANDEMIA”

*******

SENTIMENTO

MAIS DEMANDADO

EM 2020

“RESILIÊNCIA”

______________________

terça-feira, 28 de abril de 2015

DISCURSOS DE POSSE NA ACLJ




SAUDAÇÃO
A IGOR QUEIROZ BARROSO 
NOVO BENEMÉRITO DA ACLJ
Por Reginaldo Vasconcelos
(Proponente)
23.04.2915



Por que Igor Queiroz, neto de Parsifal e Olga Barroso, e de Edson e Yolanda Queiroz, foi indicado e eleito Membro Benemérito da ACLJ:


“É claro que a ascendência ilustre, mesmo nos “quatro costados”, como no caso de Igor, não credencia alguém de per si a ingressar no silogeu, em qualquer de suas categorias acadêmicas.

Entretanto, essa circunstância de ancestralidade honrosa ganha grande importância quando, além dela, a pessoa tem méritos próprios, tem afinidade com a cultura e as artes, tem serviços relevantes prestados à literatura e à imprensa no Estado, tem virtude moral e caráter nobre, e faz gosto em se integrar à confraria. E esse é precisamente o caso do empresário Igor Barroso".
................................................................................................

Sobre as finalidades sociais da ACLJ:

"Ter ações editoriais importantes, promover simpósios, organizar certames, realizar pesquisas, manter um fórum cultural e jornalístico permanente na internet, estimular o beletrismo e as belas artes, preservar a língua culta, dar pareceres no seu campo de especialidade e de interesse – é essa a nossa complexa atribuição institucional, entrevista nas atividades pulsantes que a inspiram e denominam: a literatura e o jornalismo.

Vale notar, a propósito, que desde os  gregos, o exercício da virtude está no cerne semântico da palavra “academia” – seja, como no nosso caso, na seara do pensamento e do intelecto; seja, como no caso da universidade, na acepção de ensino, pesquisa e extensão; seja, no campo olímpico, o fisiculturismo, as artes marciais e a ginástica.

Enfim, academia não é somente um lugar de ser e de estar, mas principalmente um local de fazer, de produzir e de crescer. É parlamento, é ateneu, é tribunal. Não é tão-somente um museu de almas vivas, mas antes usina que revitaliza tradições, que imortaliza espíritos de luz, e que opera energicamente para superar limites, revelando horizontes novos nas virtuosas vocações".

................................................................................................

Boas-vindas ao novo Benemérito:

"Tem grande força simbólica para nós outros o fato de que, ao completar os primeiros quatro anos de existência, cumpridos com tanto brilhantismo e sucesso, a ACLJ receba e instale na mais nobre ala de suas dependência acadêmicas, a dos Membros Beneméritos, esse lorde, esse gentleman, esse fidalgo, que, por seus próprios méritos e suas grandes qualidades pessoais reconhecidas, conquista hoje mais um título merecido e vitalício.

Bem-vindo, confrade Igor Barroso, a essa modesta casa cearense de culto à beleza artística e literária, de registro de memórias, de busca de saberes. Depois de ler a longa entrevista que você prestou à Professora Erotilde Honório para os anais da ACLJ, em que  revela um surpreendente sentimento humanístico e humanitário, na condição de proponente de seu nome para essa quadratura benemérita, fiquei exultante.

Esse título de benemerência que a ACLJ lhe outorga, com a chancela de personalidades como Cid Carvalho, Adísia Sá, Fernando César Mesquita, Martins Rodrigues, Concita Farias, Rui Martinho, Miguel de Azevedo, Cássio Borges, Vianney Mesquita – para citar apenas alguns dos confrades que já viveram o bastante para esplender vigor ideológico e virtude moral – é uma láurea que, esteja certo, honra a memória de seus avós ilustres e certamente orgulhará a sua prole, inclusive o pequeno Victor, o qual, do ventre da mãe já nos irradia os auspiciosos eflúvios da felicidade e do triunfo que recebe da família.”






















DISCURSO DE POSSE DE 
IGOR QUEIROZ BARROSO
(Honra e Desafio)




 Vocação literária cearense:

"Marca de pioneirismo na área foi a criação da Academia Cearense de Letras, em 1894, antes mesmo da instalação da Academia Brasileira de Letras. Mas o ponto alto do período de efervescência se deu com a famosa Padaria Espiritual, idealizada pelo poeta Antônio Sales, para fazer intercâmbio dos cearenses com os escritores de todo o Brasil e do estrangeiro. 

Na esteira desses brilhantes antecedentes, insere-se a nossa Academia Cearense de Literatura e Jornalismo, que tem o objetivo de servir à educação e à cultura cearense, dentro dos padrões de renovação de mentalidade exigidos pela contemporaneidade.  

Com efeito, a nossa Academia, não somente cumpre a tradição histórica das entidades culturais, como também executa um dever de responsabilidade social, ao complementar a ação sempre insuficiente do Poder Público no que diz respeito à ampla e permanente difusão da cultura local".

 ................................................................................................

Participação honrosa:

"Comungando com iguais propósitos, é com imensa alegria e com justo orgulho que recebo o título de 12º Membro Benemérito da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo. Engrandece a mim, ainda tão jovem, receber uma comenda que já distinguiu minha querida avó, Yolanda Queiroz, e o meu admirado tio, Chanceler Airton Queiroz, para citar apenas meus parentes na lista dos já homenageados por essa atuante entidade".

 ................................................................................................

Formação moral e intelectual e experiência jornalística:

"Entre as leituras que sempre me fascinaram, cito em primeiro lugar a Bíblia Sagrada, o livro por excelência, que se tornou a base de minha formação moral e espiritual. Já a obra do escritor alemão Thomas Mann, me impressionou pela sua análise psicológica da condição humana, e foi decisiva na minha formação intelectual. Mas gostaria de enfatizar  a importância do brasileiríssimo Machado de Assis, cujo talento na arte de escrever me deu inesgotáveis lições de vida.

Com o romance de Brás Cubas, aprendi a enfrentar dificuldades da existência, com as tintas da ironia; com o sábio conto O Alienista, comecei a cultivar a tolerância e a fazer o meu exercício de humildade.

Uma das minhas experiências mais profícuas foi ter trabalhado na Diretoria Administrativa do Diário do Nordeste durante cinco anos. Ali, no convívio com profissionais de primeira linha, conheci de perto a relevância do Jornalismo para a construção de uma sociedade consciente. Desde então, leio os jornais diariamente como fontes acreditadas de informação e opinião, divulgadas com ética e responsabilidade".

 ................................................................................................

Honra e desafio:

"Ao ser participado da concessão do título de Membro Benemérito desta Academia, o preclaro acadêmico Reginaldo Vasconcelos destacou como uma das razões da escolha ser eu detentor da tradição e da genética de dois gigantes da vida pública cearense, meus avós, o Governador Parsifal Barroso e o Empresário Edson Queiroz, ambos secundados por suas grandes mulheres, Dona Olga e Dona Yolanda.

Por essa vinculação com os meus inolvidáveis ascendentes é que estou sumamente feliz com o título que acabo de receber, e pelo qual agradeço a generosidade dos membros da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo".




Nenhum comentário:

Postar um comentário