DESTAQUES CEARENSES

DESTAQUES

CEARENSES

Edição

2020

Alexandre Sales

Troféu Empreendedores

*******

Igor Queiroz Barroso

Troféu Benemerência

*******

Cabeto Martins Rodrigues

Troféu Prasino Angelos

_______________________

PALAVRA DO ANO

EM 2020

“PANDEMIA”

*******

SENTIMENTO

MAIS DEMANDADO

EM 2020

“RESILIÊNCIA”

______________________

sábado, 27 de junho de 2015

NOTA ACADÊMICA

JOSEFINA É HOMENAGEADA

A Profa. Josefina, da UFC, e a Magnífica
Reitora, Dra. Fátima Veras, da UNIFOR
A Professora Maria Josefina, Mestra em Sociologia, Doutora em Enfermagem e Pós-Doutora em Ciências da Saúde, dedicou a vida a lecionar, no Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, disciplina específica relacionada aos cuidados preventivos e profiláticos requeridos por idosos, na preservação de sua longevidade e de sua qualidade de vida, com trabalhos publicados sobre o tema.

Membro Efetivo da ACLJ, Titular e Fundadora da Cadeira de nº 34, que tem como Patrona Perpétua Francisca Clotilde Barbosa Lima – educadora, poetisa, contista, cronista, jornalista, dramaturga e romancista cearense, no final do  Século XIX, início do Século XX – a Profa. Josefina, que também pertence à Academia Cearense de Enfermagem, é casada com o Prof. Dr. Rui Martinho Rodrigues, Presidente Emérito desta academia literária, com quem houve dois filhos, Aline de Fernando Rui. 

Preparando o seu afastamento, por aposentadoria voluntária, do curso de graduação da UFC, para dedicar-se a outras atividades inerentes à docência universitária, como orientadora de pós-graduandos e componente de mesas examinadoras, a professora foi alvo de uma homenagem da sua última turma de formandos, cuja carinhosa manifestação epistolar transcrevemos abaixo.   




Profa. Josefina,


Chegamos em uma nova etapa de nossas vidas, com desafios e obstáculos diferentes. Alguns meio perdidos, outros ansiosos. Uns mais novos, outros mais velhos.
            
Mas duas coisas tínhamos em comum: a vitória por termos conquistado nosso lugar em uma das melhores universidade do Brasil e a apreensão sobre algo novo. O medo do desconhecido ia diminuindo a cada dia que passava. Não só por conta do tempo, mas principalmente por termos a enorme honra de sermos acompanhados por um ser humano brilhante, conhecido por Josefina da Silva. Uma pessoa encantadora, simples, com uma personalidade forte e marcante. Professora Josefina não foi apenas professora, fez papel de amiga, mãe, conselheira e educadora.

Mostrou-nos as faces mais lindas da Enfermagem que muitas vezes são desconhecidas pela sociedade. Ensinou-nos que a Enfermagem é cuidado, mas também é política. Incentivou-nos a batalhar por nossos direitos e defender nossa profissão com unhas, dentes, cabelos e principalmente com argumentos sólidos. Proporcionou-nos aulas maravilhosas e dinâmicas. Fez das nossas quintas-feiras dias maravilhosos.

Ensinou-nos mais do que as disciplinas pediam ou requeriam. Ensinou-nos sobre a vida e os desafios de se viver. Tudo isso faz da senhora mais do que uma professora. É algo que poucos podem se dar ao luxo de ser chamados. A senhora é uma mestra!

Conhecer a história de Ana Neri, Florence, Isabel dos Santos, dos vultos da Enfermagem foi magnífico, mas ter a honra de conhecer um ícone e compartilhar momentos juntos, isso sim, é um privilégio, e com certeza será inesquecível. Queríamos muito que estivesse conosco por muitos e muitos semestres, mas agora é sua vez de começar uma nova etapa.

Professora, tivemos o enorme prazer de ser a sua última turma. Desejamos felicidade na sua nova jornada. Parabéns por ser um exemplo de enfermeira, mestre e mulher.

Ainda estamos engatinhando na Enfermagem, mas, professora, queremos ser pelo menos metade do que a senhora é quando crescermos. Talvez a senhora não tenha percebido o quanto foi importante em nossa vida acadêmica, mas nós sabemos o quanto, e isso nós levaremos para sempre.

À mestra, com carinho,



UFC –Turma de Enfermagem 2015.1.




Nenhum comentário:

Postar um comentário