DESTAQUES CEARENSES

DESTAQUES

CEARENSES

Edição

2020

Alexandre Sales

Troféu Empreendedores

*******

Igor Queiroz Barroso

Troféu Benemerência

*******

Cabeto Martins Rodrigues

Troféu Prasino Angelos

_______________________

PALAVRA DO ANO

EM 2020

“PANDEMIA”

*******

SENTIMENTO

MAIS DEMANDADO

EM 2020

“RESILIÊNCIA”

______________________

domingo, 22 de julho de 2018

NOTA FÚNEBRE - Morre José Rangel

MORRE JOSÉ RANGEL

Faleceu na tarde de ontem (21.07.18) em Fortaleza, aos 72 anos, em consequência de uma pneumonia, e foi sepultado na manhã de hoje,  o Jornalista José Rangel, um dos mais veteranos e tradicionais cronistas sociais cearenses.

O nosso confrade Wilson Ibiapina enviou de Brasília uma nota publicada pelo ex-reitor Paulo Elpídio nas redes sociais, em homenagem ao jornalista falecido, que abaixo reproduzimos.


.....................................................................   


José Rangel 

Jornalista. Cronista leve, estilo elegante, cultivado, senhor de muitos lugares, pastor e nauta nas navegações de seus infindáveis afetos.

Sabia fazer amigos e – o mais difícil nessa arte de encantador de amizades – era mestre em cultivá-las. Pacificador de talento, homem de paz e doces afinidades com as coisas boas e as pessoas gentis.

Viajamos juntos, juntos trabalhamos, exercemos com categoria a boemia das noites cearenses e – vá lá – dos bistrots parisienses, em parcimoniosa cumplicidade.

Foi meu assessor de imprensa na Reitoria da UFC. Lustosa da Costa foi o avalista dessa amizade desinteressada que sobreviveu às nossas longas ausências, de Zuleide e as minhas. Zeneida, sempre presente e acolhedora, cúmplice com nossos exageros e nossas fantasias.

Preparávamo-nos para um baile de gala no Ideal Clube. De repente, ele vê que o convite saía fora do bolso do meu smoking engomado. Diz-me com aquele ar irônico: "Reitor, nunca perdemos esse medo de sermos barrados pelo porteiro"...

Ele tinha salvo-conduto na nossa afeição: não precisava de convites. Partiu, assim. Sem convite no bolso do paletó.

Abração, Zé.



Paulo Elpídio de Menezes Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário