HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

NOTA ACADÊMICA - Posse de Ângela Gutiérrez na Presidência da ACL


FUMAÇA “ROSA”
NO PALÁCIO DA LUZ

HABEMUS PAPISSAM!

A escritora Ângela Gutiérrez foi eleita por unanimidade para assumir, para o biênio 2019/2020, o comando da Academia Cearense de Letras, a casa literária mais antiga do Brasil. A posse da primeira mulher no cargo de presidente da Instituição – um marco nos seus 125 anos de história – foi na noite desta quarta-feira (30.01.2019), no Palácio da Luz, no Centro de Fortaleza. 


Com oito livros publicados, licenciada em Letras e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Ceará, Ângela Maria Rossas Mota Gutiérrez teve uma trajetória acadêmica dedicada, com pós-doutorado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Na ACL, ela ocupa desde 1997 a cadeira nº 18, cujo patrono é Moura Brasil. 

Pelo lado materno, Ângela é bisneta do político, jornalista e intelectual cearense Thomás Pompeu de Sousa Brasil, o Senador Pompeu, falecido em 1877. É casada com o professor Oswaldo Gutiérrez, médico nefrologista, membro da Academia Cearense de Medicina, com o qual ela houve uma bela prole de filhos e netos.   


Na solenidade de posse de Ângela Gutiérrez, que foi muito concorrida, a ACLJ esteve representada pelo seu Secretário-Geral, jornalista Vicente Alencar, havendo na composição da Mesa de Honra dois de seus Membros Beneméritos – o Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara e o Bibliófilo José Augusto Bezerra. Acompanhavam-os suas respectivas consortes, Dona Beatriz e Dona Bernadete. 



Mais três representantes desta mesma casta acelejana prestigiaram o evento – o artista plástico Descartes Gadelha, e os educadores Ednilo Soares (com a sua Fani) e Tales de Sá Cavalcante, com José Augusto Bezerra na imagem. 

Também disseram presente duas integrantes da família Dias Branco, Dona Consuelo e Dona Regina, com Ângela ao centro,  e os imortais da ACL, empresário João Soares Neto e jornalista Pádua Lopes  este, na imagem, com o Vice-Presidente Juarez Leitão – aquele, acompanhado da sua mulher, Desembargadora Iracema do Vale, ladeando a Presidente.



















A cerimônia, que teve início com a execução do Hino Nacional e do Hino do Ceará, primorosamente executados pela maviosa Camerata de Unifor, seguiu-se um lauto coquetel, no Salão Nobre do Palácio da Luz. 


As imagens que ilustram esta postagem foram emprestadas da coluna social eletrônica Balada In, do Jornalista Pompeu Vasconcelos, que fez ampla cobertura do evento, com a costumeira competência.


   


NOTA DO EDITOR

O culto Prof. Vianney Mesquita, um dos grandes repositórios morais e intelectuais da ACLJ, indica a correção do título desta Nota Acadêmica, sugerindo, do alto da sua autoridade e sapiência, “substituir Habemus papissam! por PAPISA AUTEM!”.

Como se sabe, há vários tipos de latim, do clássico ao vulgar, do epistolar ao satírico, língua morta que tanto se diversificou que foi dando origem a dezenas de novos idiomas hoje falados pelo mundo, as ditas “línguas românicas”.

Optamos pela forma “habemus papissam” recorrendo ao papissa do “latim tardio”, com a desinência indicada pelo “m” à guisa de artigo indefinido (um, uma), e a conjugação habemus, correspondente à primeira do plural no presente do indicativo, para não nos afastarmos da forma clássica masculina “habemus papam”, que pretendíamos parodiar.

Esclarecida a escolha, visando nos eximir de alterá-la já a destempo, esta Editoria agradece a sugestão muito bem-vinda do mestre Vianney Mesquita e registra a sua tese sobre a maneira mais correta de aplicar nesta oportunidade a nossa língua mãe, de que se compôs o português, com o adjutório do grego e com contribuições do árabe e do sânscrito – no nosso caso brasileiro, até de línguas indígenas e africanas. 
      


   

Nenhum comentário:

Postar um comentário