HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


sábado, 11 de maio de 2019

COMENTÁRIO RELIGIOSO-LITERÁRIO - Acerca de Franciscos Moradores do Céu (DRR)


ACERCA DO AUTOR
E DE SEUS
FRANCISCOS – Moradores do Céu
Duílio Reis da Rocha*



Desvia-te do mal, e faze o bem, e terás uma morada eterna, porque o Senhor ama a equidade, e não desamparará os seus santos: serão eternamente conservados. (Salmos, 36-37, 28).



Meu contato com o Prof. Vianney Mesquita vem de longas datas. Além de contemporâneos na escola secundária, fomos colegas de trabalho por alguns anos. Na empresa, lidávamos em áreas distintas e só nos encontrávamos nos intervalos, para conversar amenidades com outros colegas, deixando de lado as exigências do cargo.

Era nestes, no entanto, que ele perdia a seriedade de um grande profissional e se deixava levar pela descontração. Às vezes se mostrava irônico, noutras ocasiões era perspicaz. Sempre com humor sadio, entretanto, fazia os colegas soltarem o riso. Ninguém conseguia ficar sério com suas colocações inesperadas. Com o Vianney Mesquita, os intervalos e o ambiente exalavam alegria.

Mais tarde, nos reencontramos em duas ocasiões: primeiro, de novo, profissionalmente, submetendo-lhe um trabalho universitário ao seu saber literário e gramatical; depois, na Paróquia de Nossa Senhora da Glória, na Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. Neste, predominam instantes de contrição, e a descontração deixa de ter lugar, entretanto, mesmo assim, me transportam no tempo e me fazem relembrar as alegrias do passado.

Vianney Mesquita sempre foi virtuoso com as letras. É um grande literato, mas não se contentava apenas em escrever. Gosta de pesquisar, levar adiante o seu lado cientista. Culto, pode fazer textos ricos somente consultando seu saber; mas não se restringe ao que conhece, prefere se aprofundar, ir além do trivial inerente a um renomeado escritor. Não poupa esforços em fazer diferente, na busca de mais. Sabe, como poucos, expressar em escritos o que pensa, quase sempre realçando o erudito que lhe é peculiar.

O livro sob comento é um reflexo da sua demanda pelo conhecimento. Nasceu da observação de tarefa desenvolvida na editoração de um volume a respeito de São Francisco de Assis, de autoria da sua mulher, Socorro Lima Mesquita, quando despertou para outros santos que também tinham o mesmo nome, inclusive do sexo feminino. Então, resolveu fazer aquilo que gosta: pesquisar, aprender, se aprofundar, conhecer o desconhecido. Foi assim que nasceu Franciscos Moradores do Céu, editado pela Arcádia Nova Palmaciana, sodalício de sua Terra Natal – Palmácia –Ceará, porém, ainda não lançado.

Para colher informações, foi identificar quantos santos e santas existiam com este nome. Deparou vários, conforme podem ser vistos ao longo da obra. Procurou conhecer um pouco da vida de cada um, notadamente as ações que os levaram à canonização.

O escrito é cuidadoso, bem delineado. Nele estão indicadas, mais detalhadamente, a vida e a obra sacrossantas de catorze das dezenas de Franciscos e Franciscas que, canonizados pela Igreja Católica, foram habitar com o Pai, não sem antes enumerar as bases, os requisitos que a Santa Sé exige para que fossem reconhecidos como santos.
Certa vez, Santo Agostinho externou: A medida do amor é amar sem medida. Acredito ser este o lema do autor. Ama aquilo que faz e é incansável na busca do novo. É uma baliza que nunca se completa, em se tratando de Vianney Mesquita.

Não por acaso já escreveu vários livros. Este – Franciscos – Moradores do Céu – é apenas mais um a enriquecer seu portfolio e a levar aprendizado aos seus leitores.
 

*Engenheiro mecânico, administrador de empresas, teólogo e docente universitário. Ministro da Eucaristia na Paróquia de N. S. da Glória, em Fortaleza-CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário