HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

REUNIÃO NA TENDA ÁRABE E MOMENTO LITERÁRIO - 10.12.2019

REUNIÃO NA TENDA ÁRABE
E MOMENTO LITERÁRIO

Na noite da última terça-feira (10.12.2019) reuniram-se na Tenda Árabe os acadêmicos  Reginaldo Vasconcelos, Altino Farias, Paulo Ximenes, Rui Martinho Rodrigues, Vicente Alencar, Humberto Ellery, Adriano Vasconcelos, e como convidados os maestros Gladson Carvalho e Marcelo Melo, o tenor Miguel Menchaca e o agrônomo Jackson Albuquerque.





Nesta reunião se fizeram os acertos e os ensaios  do Hino da ACLJ e da Canção da Academia, a serem executados durante a solenidade da Assembleia Geral de Fim de Ano.


  



A experiência gastronômica da semana foi espaguete a bolonhesa, um prato característico da culinária italiana  especialidade das culinaristas da família Vasconcelos.
............................................

Seguiu-se à reunião a sessão de leitura de poesia e de prosa poética, o “Momento Literário da Embaixada da Cachaça”, evento cultural semanal instituído pelo Embaixador Altino Farias, Membro Titular Fundador da ACLJ.



Essa prática artística e performática, internacionalmente designada como poetry slam,  nasceu em Chicago, na Green Mill Tavern, em meados dos anos 80, por inciativa do escritor Marc Kelly Smith, disseminando-se por todo o país e depois pela Europa, e por outras partes do mundo. A palavra inglesa slam refere a poesia produzida para ser lida em público.



Participaram da declamação Altino Farias, Roberto Paiva, Romeu Duarte, Akemi Ito, Humberto Ellery, Tito e Sérgio Somonetti.



 

 






 ETERNO SONHO

Sonho contigo um sonho tão lindo:
Caminhas para mim, toda formosa e nua,
Me abraças forte, num amor infindo,
E entre beijos me dizem: – Sou tua!

Embora negues que me tens amor,
Repetindo, sem dó, que não me aceitas,
E me alertando para a grande dor
Que é despertar das ilusões desfeitas,

Afirmo a ti que meu amor persiste,
Continuarei a sonhar com o teu abraço.
Amor igual amo meu tu jamais viste.

Não temo despertar... ficar tristonho...
Te digo que a certeza que me assiste:
Jamais despertarei desse meu lindo sonho!

Humberto Ellery






Nenhum comentário:

Postar um comentário