HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

NOTA ACADÊMICA - Resposta do Senado


RESPOSTA
DO
SENADO FEDERAL
À 
ACLJ
  

A Academia Cearense de Literatura e Jornalismo lançou um manifesto à Presidência da República, bem como a outros órgãos federais, no início do Governo Bolsonaro,  apelando pela revitalização do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que tem sede nesta Capital do Ceará.

O Dnocs, nos últimos Governos, tem sido desprezado, sucateado, esvaziado nas suas funções históricas, e até ameaçado de extinção, não obstante a sua longa folha de serviços prestados ao “Polígono das Secas”, ao longo dos seus 110 anos de existência, tendo formado um corpo técnico-científico abnegado e uma cultura interna de notável espírito público.

Atua principalmente com a grande e a pequena açudagem, ainda com a abertura de poços profundos, mas também com outras obras de engenharia, além da instalação de laboratórios de piscicultura e de projetos agrícolas nos perímetros irrigados, atividade em que adquiriu preciosa expertise, nas especificidades climáticas e geológicas no nosso Semiárido.

O documento da ACLJ pugnava também pela manutenção do Engenheiro Ângelo Guerra à frente do órgão, ele que foi considerado o seu melhor Diretor-Geral nos últimos 30 anos, e que por isso foi eleito e recebeu o título de Homem do Ano no Ceará em 2018, segundo os critérios do nosso silogeu.    

Mas o nosso esforço, nesse caso, teve resultado parcial, vez que não se cogitou mais em extinguir o Dnocs, e se tem aventado com melhores dotações de verbas para a sua manutenção – entretanto negociaram politicamente a sua administração, que foi loteada e entregue a políticos locais.

A Presidência da República respondeu por e-mail o nosso ofício, dizendo haver encaminhado o pleito ao Ministério do Desenvolvimento Regional, ao qual a autarquia está afeta – uma resposta irônica – pois se sabe que o Ministro Gustavo Canuto era contra essa troca de cadeiras, mas os interesses políticos defendidos pelas bancadas nordestinas do Congresso prevaleceram.

Abaixo, a resposta física do Senador Davi Alcolumbre, que em face da rapidez pedestre dos Correios, somente agora recebemos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário