HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

CRÔNICA NATALINA - Mágica de Natal (ES)


Mágica de Natal
Edmar Santos*


Não havia neve. Na verdade, no lugar onde moro nunca houve; o calor beira aos quarenta graus. Chaminé tampouco. Não há necessidade de tê-las. Nem renas. São bichos das regiões frias. Papai Noel? Não. Outro personagem.

– Como se deu uma magia de Natal, então?  – Você indagaria. Foi assim:

No meu guarda-roupas constavam blusas de mangas longas que eu usava para o trabalho, quando estava em atividade administrativa. Ainda me serviam, apesar de eu ter aumentado de peso. No entanto, evitava usá-las, pois, sempre que eu às observava nas cruzetas, elas me traziam recordações de um tempo que eu prefiro deixar para lá. Elas suscitavam imagens desagradáveis. Porém, ainda não tinha me desfeito delas.

Então, certo dia, quando eu saía de um dos plantões em meu lugar de trabalho, um jovem me perguntou se eu teria umas roupas para doar-lhe, pois estava chegando o fim do ano e ele não teria condições de comprar nada. Respondi-lhe que iria ver.

Ao chegar em casa, separei aquelas roupas que ainda me serviam, porém, representavam desagrados para mim. Embrulhei tudo.

Em outro dia, ao entregar o presente ao solicitante, esse se expressou com uma grande alegria, ao ver as roupas e experimentar ali mesmo; foi de uma energia muito agradável. Ele me disse com o tom brando e agradecido:

 – Todas ficaram muito boas. O senhor não sabe o quanto lhe sou grato por ter se lembrado de mim!

Aquelas peças de roupas que me traziam uma certa angústia, passaram a figurar uma alegria real para outro e, por irradiação reflexa, também para mim. A magia foi aí! Nem tanto pela metamorfose na representação daquelas peças, mas, principalmente, por outra coisa: o agradecimento dele não foi necessariamente pelas roupas, mas por eu haver lembrado dele.

Ele não agradeceu ao Papai Noel. Disse: “Obrigado, meu Jesus Cristo!”

Agradeci também!



COMENTÁRIO:

Com Jesus Cristo, seremos sempre capazes de ressignificar nossas vidas, nossos laços, nossas lutas!

Joanna Santos



2 comentários:

  1. Ótimas palavras, parabéns professor Edmar Santos.

    ResponderExcluir
  2. Com Jesus Cristo, seremos sempre capazes de ressignificar nossas vidas, nossos laços, nossas lutas!

    ResponderExcluir