HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


sábado, 30 de maio de 2020

NOTA FÚNEBRE - Evaldo Gouveia (RV)


EVALDO GOUVEIA
Reginaldo Vasconcelos*



Evaldo Gouveia, que ontem, aos 90 anos, entrou para a imortalidade acadêmica da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo, (ACLJ), é seu Membro Titular Fundador, depois promovido a Membro Benemérito, por ter composto para a Instituição  o “Cântico Cearense”, a dita “Canção da Academia”. 

Evaldo nasceu em Orós, afilhado de batismo de José Fares Haddad Lupus, pai do compositor Raimundo Fagner, vizinho e amigo de seu avô. Cresceu em  Iguatu, de onde veio para Fortaleza ainda menino. 

Aqui iniciou sua vida de cantor, e na juventude demandou ao Rio de Janeiro, onde se tornou um dos maiores compositores românticos do Brasil em todos os tempos.

Na maturidade voltou a morar em Fortaleza, com a sua consorte, a advogada cearense Liduina Lessa.



   



Na ACLJ Evaldo teve ativa atuação, frequentador assíduo de suas reuniões semanais na Tenda Árabe, comparecendo a todas as suas Assembleias Gerais. Enquanto teve saúde, prestigiando todos os grandes eventos que a Entidade promoveu. E foi biografado pelo Confrade Ulysses Gaspar, documentarista, pesquisador musical e apresentador de TV, obra lançada em agosto do ano passado (2019).

A ACLJ, impossibilitada, pelo atual regime de isolamento social, de realizar a tradicional “Sessão da Saudade”, em homenagem póstuma a Evaldo Gouveia, manifesta o sentimento coletivo de pêsames pelo passamento de ilustre Confrade, levando condolências à sua mulher, Liduina, e  aos dois filhos, bem como à sua grande legião de fãs.

Lavivá, Grande Evaldo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário