HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


sábado, 29 de junho de 2019

POEMA - O Meu Deus (KK)


O MEU DEUS
Karla Karenina*




Já faz tempo que meu Deus saiu de dentro de um livro de capa preta!

Faz tempo que meu Deus desceu da nuvem, saiu do trono e não tem mais forma de senhor de barbas longas!
O meu Deus se fez canção, se fez poema... se fez arte!

O meu Deus aquece a tudo num amarelo incandescente a que chamam de sol, tem ondas e sal e também é feminino. É mãe generosa e faz brotar tudo que há. Tem tantas formas, cores e nomes...

Bate suas asas num voo rasante, chamando a atenção da sua porção felina que se espreguiça em minhas pernas e segue cantando, por cima das flores, dizendo que me viu!

O meu Deus corre leve pelas águas em suas penas brancas impermeáveis.


O meu Deus gargalha em corpo de criança quando o pai lhe beija a barriga, me aparece nos longos dedos da filha amada e bate dentro do meu peito!

Ah! O meu Deus conversa comigo nas palavras dos amigos e nos livros…

Meu Deus está agora florindo aos borbotões, exalando seu cheiro pelo ar... Ao mesmo tempo ouço o ruído das rodas do seu carrinho de colher sucata. Sim, ele vem cedinho recolher o que descarto e faz disso maravilhas! As maravilhas que não vemos e existem mesmo assim. Anonimamente ele passa e cumpre sua missão de transformar.

Depois toma nova forma, agora mais atlética, corre, pula, sobe e desce de um caminhão e pega, em sacos, meus restos, tudo aquilo que não me serve mais e é podre e desprezível e leva consigo no caminhão do lixo. E se não fosse ele?

Pois é! O meu Deus faz isso tudo!

Está aqui e aí onde o seu olhar se põe e às vezes toma banho de sol deitado no meu jardim, abanando o rabo quando me vê!


Nenhum comentário:

Postar um comentário