HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


quinta-feira, 6 de junho de 2019

POEMA - A Dor do Verbo (AA)


A Dor do Verbo
Alana de Alencar*

... E nessa ausência pálida o verbo rejeita o tempo... balbucia o som de conjugar-se desejo... não descansa o enlouquecer dos pensamentos.

O verbo, desacato do  silêncio, chora...
implora o conformar-se. Arrebenta em crases, cacos... de vidros e vírgulas.


O verbo reage. Pronuncia-se por palavras, quase em ferida... rasga-se.

Como um papel em branco entrega-se despudorado aos percalços da dor assustada... O verbo sente. Fala.

Na desordem dos sentimentos intrusos, frases arbitrárias, o verbo delira.




COMENTÁRIOS

O verbo, desacato do silêncio, lindo demais.
Júlio César
.............................................................................................................

O silêncio engendra o verbo e o verbo se faz tudo. Só não há palavras pra descrever o que essa poesia nos cala.
Anônimo
.............................................................................................................

Incrível como o verbo e as palavras ganham vida com a Alana!!! Lindo.
Wagner Girão
.............................................................................................................

e o verbo, também se cala?
Anônimo
.............................................................................................................

Dr. Ângelo comentou que ouviu em algum lugar sobre o próximo sarau. Procede?
Ângelo Guerra
.............................................................................................................

Procede.
Júlio César



6 comentários:

  1. O verbo, desacato do silêncio, lindo demais.

    ResponderExcluir
  2. O silêncio engendra o verbo e o verbo se faz tudo. Só não há palavras pra descrever o que essa poesia nos cala.

    ResponderExcluir
  3. Incrível como o verbo e as palavras ganham vida com a Alana!!! Lindo.

    ResponderExcluir
  4. Dr. Angelo comentou que ouviu em algum lugar sobre o próximo sarau.
    Procede?

    ResponderExcluir