HOMEM DO ANO NO CEARÁ

2019

Cândido Albuquerque

Reitor da UFC

______________________

DESTAQUE CEARENSE

2019

Mansueto Almeida

Secretário do Tesouro Nacional

_______________________

PALAVRA DO ANO NO BRASIL

EM 2019

“PROTAGONISMO”

(COM AS SUAS COGNATAS)

______________________


domingo, 16 de junho de 2019

CRÔNICA - Fico na Fé (ES)


Fico na fé
Edmar Santos*


Por toda a narrativa bíblica se constata a insensatez humana para consigo mesmo e para com o mundo em que vive. Não se precisa de muito esforço de leitura para perceber.

Por anos a fio, a natureza tem mostrado ao ser humano que, não obstante as mais variadas teorias, a Bíblia sempre tem a palavra final. Os literatos e poetas constataram isso também há muito tempo. Por isso se isolam, creio.

Mas teimosia é coisa de ser humano, que a confunde com persistência evolucionista para explicar as várias formas de poder – sociais ou naturais. Quando conseguem explicar um fenômeno o denomina ciência; se não consegue, denomina acaso. Só não pode ser obra do Criador – “isso não!” – afirmam.



Outro dia uma jovem me indagou: Se Deus existe, por que permite tanta injustiça no mundo?

Respondi que Deus também teve essa dúvida, porém talvez por compaixão criacionista, resolveu tornar seu filho santo em gente humana para experienciar uma vida entre nós. Queria entender porque somos assim.

Ao fim, quando resolvemos crucificá-lo, Ele, antes do último suspiro de vida constatou: “Pai, perdoa-os, eles não sabem o que fazem”. Creio que isso inevitavelmente deva ter gerado tantas outras dúvidas ao Criador, que até por hoje ainda não resolveu acabar com essa baderna que é esse mundo dos evoluídos humanos. Mas isso não posso provar! Claro, não é ciência.

Por outra, Deus, na dúvida entre o criador acabar com sua criatura ou não, talvez tenha resolvido deixar que nós mesmos nos encarreguemos da auto eliminação. Estamos mais perto disso do que longe, vez que evolutivamente a adaptação é para poucos, assim como o poder o é. Acompanhe as notícias! Apenas especulando novamente.

Mas prefiro seguir acreditando nas palavras do injustamente crucificado. “Não sabeis a hora em que voltarei em minha glória, para trazer a justiça – Mas virei!”. Para suportar e continuar a vida, fico na fé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário