sexta-feira, 4 de agosto de 2017

CRÔNICA - Amor Como Moeda


AMOR COMO MOEDA
João Pedro Gurgel*


Amor é uma moeda de troca.

Com o amor, você arranca sorrisos, beijos, situações divertidas e força para superar momentos difíceis. Em teoria, todo mundo ama. 

Amar faz parte do nosso convite impreterível de viver em sociedade, cooperar, ajudar e fazer o mundo mais feliz.

E por que algumas pessoas são tão ariscas?

Nada vem do acaso. Para ter amor dentro de si é necessário ter autoconhecimento, coragem e, acima de tudo, buscar com afinco uma ligação transcendente com o divino.

No mais, os ganhos do amor são potencializados pela liberdade. Amar diz mais sobre liberdade que sobre prisão. Quem ama está livre das amarras mundanas e de equívocos preceitos.

Além disso, quem se blinda de sentimentos terrivelmente negativos sabe que, apesar de um dia ruim, outro dia lhe aguarda. 

Como diria o U2: “O amor é um templo, o amor é a lei maior”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário